terça-feira, 7 de maio de 2013

População do Sítio Coelho reclama de abandono e luta por melhores dias


POR BLOG DO BANANA EM 6 DE MAIO DE 2013  - 8:15 PM

imagem
A comunidade do Sitio Coelho (Izacolandia), zona rural de Petrolina, vem a muito tempo na cobrança para melhorar a realidade local. Prefeitura e governo do estado sabem da situação do lugar, porque as lideranças comunitárias de lá têm ido sempre procurar as melhorias, batido em muitas portas, mas na maioria das vezes encontram essas mesmas portas fechadas.
As ações beneficiariam não só as famílias do Sitio Coelho, mas outras comunidades como os sítios Caieiras, Lagoa Pintada, Sítio Paulista e também o assentamento Riacho do Pontal que somariam mais de 100 famílias beneficiadas.
DSCN3468“Eu corro atrás das coisas e já não sabemos mais como faze. A gente não agüenta mais viver sofrendo por abandono. Minha avó que já tem 94 anos sempre correu atrás das melhorias para a nossa comunidade, mas nunca veio nada, a não ser a energia elétrica e um chafariz que não funciona mais”, desabafou Gracilda.
Uma das principais dificuldades é a falta de água, mesmo a comunidade não está muito distante do rio São Francisco e nem afluentes como o Riacho do Pontal.
“Antes a gente se valia de um chafariz para ter água, mas mesmo bem antes da seca o chafariz deixou de ter a água e ninguém resolveu o problema. Estamos aguardando a chegada das cisternas do Água para Todos. Já fizemos até capacitação na Codevasf para ter a cisterna, mas não sabemos quando chega”, revelou Gracilda Pereira, presidente da Associação de Moradores do Sítio Coelho.
Outra luta das 31 famílias da localidade é pela chegada do programa Irrigação para Todos, iniciativa do governo do estado através da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, e as moradias do Minha Casa Minha Vida rural, deixando de uma vez por todas a realidade das casas de taipa pelas de alvenaria.
Sobre o Irrigação para Todos já foram feitas até visitas por técnicos da Secretaria da Agricultura do estado, mas desde o final do ano passado que ninguém fala mais nada sobre o assunto. “Eles vieram dia 17 de dezembro, mostrando que tem condições do projeto chegar aqui, mas não temos nenhuma resposta até agora”, revela Gracilda Pereira.
DSCN3471O vice-presidente da associação, João Bosco, observou que para fazer a irrigação chegar ao Sítio Coelho e vizinhança não existe muita dificuldade. As condições estão todas disponíveis, basta vontade política para colocar o programa em prática.
“Fizemos ofícios e mostrei que tem como fazer. São 6 Km do rio para a pista e da pista para a comunidade mais 6 Km. Temos também o Riacho Pontal que pode trazer a água de lá e como eles alegam que os custos ainda estariam alto para a gente ter o Irrigação para Todos, por meio do Riacho seria mais fácil”, explicou o líder comunitário.
Seu João Bosco aguarda que o pessoal da secretaria estadual de Agricultura volte logo para trazer a boa noticia da irrigação. “Se vier essa Irrigação para Todos será a nossa maior riqueza. Temos solo bom, fértil, tudo que planta dá e com irrigação tem capacidade de produzir muito bem”, destaca o vice-presidente da associação.
Seu João disse que no caso das moradias, algumas inscrições já foram feitas pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais, mas poucos foram contemplados e para completar uma área de assentamento da região. O desejo é que logo o programa venha beneficiar a região onde mora.
“São mais de 100 casas abrangendo a região. A presidente (Dilma) lançou mais de 1 milhão de casas e a gente espera ser contemplado aqui”, finaliza João Bosco.
 Blog do Banana


Blog do Bill Art´s

Nenhum comentário:

Postar um comentário